Páginas

domingo, 30 de setembro de 2007

Um dia de cão



Tô descendo a serra, cego pela cerração...Salvo pela imagem, pela imaginação de uma bailarina no asfalto fazendo curvas sobre patins...Tô descendo a serra, cego pela neblina.Você nem imagina como tem curvas esta estrada. Ela parece uma serpente morta às portas do paraíso. O inferno ficou para trás, com as luzes lá em cima. O céu não seria rima, nem seria solução. Um dia de cão, um mês de cães danados. Ordem no caos, olhos nublados. Um cão andando em círculos, atrás do próprio rabo.Um dia de cão, um mês de cães danados. Ordem no caos, olhos cansados.Não há nada de novo no ovo da serpente. É sempre a mesma história (é tão difícil partir). É sempre a mesma história (é impossível ficar). É sempre mais difícil dizer adeus quando não há nada mais pra se dizer...É muito mais difícil dizer adeus quando não há nada mais pra se dizer...
(Descendo a Serra - Engenheiros do Hawai)

Windows


sábado, 29 de setembro de 2007

Cenas do próximo capítulo...

Ontem mais uma apli- cação da vacina, e até agora tudo bem. Não observei nenhum san- gramento. Aindas res- tam duas semanas até que eu volte a passar novamente por con- sulta com o dr. Elton, onde provavelmente ele requisitárá novos exames. Parece que a minha vida se tornou uma longa novela, onde os capítulos se estendem por meses, sem que haja um desfecho para a história em questão. A cabeça tá legal, procuro permanecer sempre tranquilo, aguardando com confiança as cenas do próximo capítulo.

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Nova aplicação de Onco-BCG

Amanhã retorno à Onco-clínica para dar continuidade às aplicações da vacina contra o cancer. O problema é acordar cedo, pois estou adquirindo o hábito de levantar da cama cada vez mais tarde... A internet é um pouco culpada disso, quando estamos "on line" o tempo parece que voa... Mas como posso me esquivar de um mundo que possui milhares de informações onde eu posso me conectar com qualquer pessoa de qualquer parte ou lugar do mundo? A era do computador me possibilita tudo isso, ao mesmo tempo em que vamos nos tornando impessoais nos nossos relacionamentos humanos. Às vezes fico me perguntando para onde será que o futuro levará as pessoas, e que tipo de humanos habitarão o planeta daqui a uns 100 ou 200 anos? É óbvio que nenhum de nós tem tal resposta.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Deskmode



Estou tentando criar um blog não apenas que fale de mim, mas que tenha links legais para pesquisas, conhecimentos gerais, entretenimento. Enfim, que seja útil a outras pessoas também. Não sei com que cara ele vai ficar, e nem que rumo vai seguir, mas acredito que com o decorrer do tempo ele vai se moldar às minhas características. O jeito é aguardar para ver...

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Viola enluarada


A mão que toca um violão, se for preciso faz a guerra, mata o mundo, fere a terra. A voz que canta uma canção se for preciso canta um hino, louva a morte. Viola em noite enluarada no sertão é como espada, esperança de vingança... O mesmo pé que dança um samba se preciso vai à luta, capoeira. Quem tem de noite a companheira sabe que a paz é passageira, prá defendê-la se levanta e grita: Eu vou! Mão, violão, canção e espada e viola enluarada pelo campo e cidade, Porta bandeira, capoeira, desfilando vão cantando: Liberdade ! (Marcos Valle- Viola enluarada)

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Sobre o medo



O meu maior medo é o medo... Não o medo de morrer, mas o medo de sofrer. Não é o medo de viver, mas o medo de não saber viver. Não é o medo de chorar, mas o medo de secar interiormente. Não é o medo de não ser amado, mas o medo de parar de amar. Não é o medo de errar, mas o medo de não reconhecer o erro. Não é o medo de perdir perdão, mas o medo de esquecer que perdoei... Não é o medo de ouvir gemidos, mas o medo de ver alguém sofrer. Não é o medo de estar só, mas o medo de que os amigos desapareçam de mim. Não é o medo de perder o amor, mas o medo de deixar de agir por ele. Não é o medo de parar, mas o medo de fugir. Medo de esquecer que só, não sou nada, mas com Deus sou tudo! O meu maior medo é o próprio medo. Medo de ter medo...

enviar recado cancelar

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

A vida continua...


O dia amanheceu chuvoso e cinzento. Tenho que ligar para o médico prá ver o que ele vai decidir agora, se dará ou não continuidade à aplicação da vacina.

.......................................................................................................


Liguei para a Onco-Clínica, e o dr. Elton achou por bem continuar o tratamento, já que o sangramento parou. Agendei a próxima aplicação da BCG para sexta-feira, no período da manhã. Assim não preciso me ausentar do trabalho. Ultimamente tenho me estressado demais, pois estou acumulando muitas informações e coisas demais para fazer, e torna-se difícil administrar o meu tempo. Mas eu chego lá, devagar e com calma a gente sempre consegue.

domingo, 23 de setembro de 2007

Eu e Deus

Hoje eu descobri que estou só... e que só posso contar comigo mesmo e Deus, essa é que é a realidade. A caminho do trabalho, encontrei o Candé no trem. Sempre o admirei por sua mansidão e perserverança. Voltou para a igreja, e retomou a caminhada de onde jamais deveria ter saído. Mesmo desviado dos caminhos do Senhor, eu sempre consegui ver Deus através dele. Por incrível que pareça, o mesmo não acontece com muitos que se dizem cristãos. É como se os escolhidos de Deus carregassem consigo um selo no semblante, uma marca registrada, que não pode ser escondida e ou apagada. Suas palavras me edificaram, e isso não partiu dele mesmo, mas é dom de Deus.

sábado, 22 de setembro de 2007

Mais um dia de vitória

Há dois dias que minha urina não tem sangrado. Isso me deixa menos apreensivo, porém ainda intranquilo. A rotina do trabalho de certa forma absorve os meus pensamentos e eu ocupo a minha mente com outras coisas não relacionadas à doença. Minhas próximas férias estão programadas para Janeiro de 2008, e se eu conseguir chegar ileso até lá vou ficar bastante contente. Todo dia tem sido uma luta, mas eu próprio tenho consciência de que tenho sido bastante forte e otimista em me posicionar com firmeza para essa batalha. O psicológico tem que estar legal, e a ordem é: "retroceder nunca, render-se jamais!"... Tenho gasto grande parte do meu tempo diante do computador, e eu nem sei se isso é bom ou ruim para mim. Ao menos, enquanto estou diante dessa telinha deixo de ocupar a minha cabeça com idéias e pensamentos negativos.

Cruzando Raios

video

As pessoas andam pelas ruas despreocupadas como se nada estivesse acontecendo, sem conhecer a dor e a angústia dos últimos dias... As cenas foram furtadas ao acaso, na cidade em que eu moro: Ribeirão Pires.

"Estrelas vão fugindo entre os faróis e o mar neste azul, que azul? O nosso amor sumindo entre partir, ficar entre o norte e o sul. Cruzando sobre os raios antenas de tv por que você me olha se você não me vê? Sobre os oceanos em doces guerras frias não deixe anoitecer não deixe escurecer o nosso dia. . .." (Orlando Moraes)

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Trégua

Hoje minha urina amanheceu clara e límpida, como sempre deveria ser. Não sei se tem a ver com a suspensão do medicamento, ou se meu organismo deu agora um trégua... Volto a trabalhar hoje, e no decorrer do dia estarei de prontidão observando os acontecimentos. Os amigos me ligaram ontem o dia todo, procurando saber como eu estava. Agradeço a todos pelo carinho e pela preocupação, e a briga pela vida continua.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Medicação suspensa

A Cristina me ligou hoje da clínica de Oncologia para confirmar a quarta aplicação da vacina que venho tomando já há algumas semanas. Disse a ela que estava com hematúria, o dr. Elton foi contatado e suspendeu a medicação nesta semana. Orientou-me a tomar bastante líquido e aguardar até a próxima segunda-feira, para ver se estanca o sangramento. Volto a trabalhar amanhã. Meu chefe me ligou prá saber se estava tudo bem... Essas palavras de ânimo que recebemos das pessoas próximas e dos amigos são como verdadeiras injeções de ânimo na vida da gente.
Estou na Lan House, na Chessinformática. Quando não estou em casa, geralmente estou aqui, buscando alguma informação nova na internet ou simplesmente matando o tempo, como estou fazendo agora enquanto escrevo neste diário.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Sobre o Grupo Langsdorff - Museu de Zoologia

video

Nós temos um grupo de concientização ambiental, que reliza palestras voluntárias nas escolas da região no intuito de concientizar os nossos jovens para o problema que a humanidade vem enfrentando nos últimos tempos em relação à degradação que o mundo vem sofrendo pelo próprio homem. "PARA PRESERVAR É PRECISO CONHECER" - Essa é nossa mensagem.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Todo dia a mais é também um dia a menos


Lá se vai mais um dia, e como de costume o tempo foi curto para poder fazer todas as coisas que eu gostaria de fazer. Estou de atestado médico, e de folga amanhã e depois... Minha urina ainda continua a sangrar. Tenho tomado bastante líquidos, o que tem contribuído para torná-la um pouco mais clara. Preciso marcar uma consulta com o meu médico, e meu receio é que ele me encaminhe logo para a sala de cirurgia mais uma vez. Ao longo da vida fui aprendendo a encarar os meus fantasmas, e hoje acredito que lido satisfatoriamente com eles. Não consegui vencê-los, mas nossa convivência até que tem sido pacífica. O desespero de nada adianta, só complica ainda mais a situação. Sei que existem novos horizontes e oportunidades esperando quem os alcance, e a beleza das coisas não está necessariamente nas coisas, mas nos olhos de quem as vê. Preciso abrir mais os meus olhos para poder observar melhor as pequenas coisas que costumam passar desapercebidas. Nascer é um milagre e viver é uma arte. Dois milagres que vêm de mãos dadas com o mistério...

Depois de algum tempo

"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo, você aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que, não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando, e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longa distância. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa - por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não deve se comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre que leva muito tempo para se tornar a pessoa que você quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo; mas que, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que chute, quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer, não significa que esse alguém não o ame com todas as forças, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém - algumas vezes, você tem que aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que, com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você junte os seus cacos. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir mais longe depois de pensar que não pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"


Willian Shakespeare

Primavera lá fora, Outono aqui dentro




Andando pelas ruas da cidade onde moro, visualizei um Ipê amarelo. É a minha árvore favorita. Nessa época do ano, ela deixa cair todas as suas folhas mostrando apenas os seus galhos secos como se estivesse morta. E tal qual como a Fênix, que renasce das cinzas, a árvore permite que as flores brotem dos seus galhos ressequidos como se gritasse pela vida reivindicando a Primavera. Sua vida então renasce do nada, mostrando o milagre de Deus.

Buscando forças dentro de mim mesmo

De repente parece que o chão sob os meus pés foi tirado de mim... Tive uma forte hemorragia ontem à noite, hoje nem fui trabalhar. Passei no médico, fiz um exame de urina I e um hemograma completo. Tudo normal, exceto pela hematúria (sangue na urina). Minha história remonta há doze anos atrás, quando pela primeira vez observei que ao urinar minha urina apresentou uma cor avermelhada... Era sangue.