Páginas

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Papai Noel na minha casa

Eu parecia um menino esperando a visita do Papai Noel. Esperei durante muitos anos por esse momento, e feito criança meu sorriso se abriu quando ele bateu à porta. E me trouxe muitos presentes juntamente com a alegria de saber que a vida é feita desses pequenos momentos que chegame que vão, deixando em nós marcas e lembranças profundas que nos acompanharão para o resto da vida!


video

domingo, 21 de dezembro de 2008

A árvore de Natal finalizada

Esta semana eu construí uma árvore de Natal a partir de coisas que eu já tinha em casa. Ela praticamente não me custou nenhum centavo. Os enfeites usados são de anos anteriores. Vejam como ela ficou depois de totalmente finalizada (Clique sobre a imagem para ver maiores detalhes):

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Presente a um amigo


Presente que eu enviei participando de mais um concurso cultural. Tinha que enviar uma foto criativa para uma determinada pessoa, e essa foi a foto que eu criei para enviar. Ao lado sou eu, o seu mais novo amigo, e no cubo todos os amigos dele que eu consegui encontrar pelo orkut. Agora é só esperar e torce. Vale uma camera fotográfica.

Fazendo a minha própria árvore de Natal

Eu tinha um saco de Festão, que eu achei numa caçamba em frente ao shopping. As pessoas tem manis de jogar fora aquilo que não mais interessa a elas, mas que de repente pode interessar a um outro alguém. Como sou uma pessoa voltada à reciclagem (herança da Langsdorff - um grupo de conscientização ambiental que eu e o Washington tínhamos), resolvi guardar aquele Festão. Poderia vir a servir mais tarde para mim. No ano passado montei uma árvore natural (que o Alexandre me trouxe lá de Palmeiras), mas este ano optei por fazer algo diferente.

Pequei um rolo de arame e um alicate. É claro que iria dar trabalho, mas muitas vezes é melhor colocar a nossa criatividade para inovar, do que permanecer na mesmice de sempre, sem perspectiva de mudança. E foi exatamente o que eu fiz. Fui cortando, dobrando e trançado aquele arame para tentar fazer uma armação, que serviria de base para a minha árvore. Mas eu sou assim mesmo. Não tinha projeto, nem medidas, na mente apenas a imagem daquilo que eu gostaria de idealizar. E fui em frente...

A princípio, a armação ficou toda torta, fora de esquadro. Mas já que eu havia começado, o jeito seria continuar. O máximo que poderia acontecer era não dar certo.

Fui consertando daqui e dali, e vejam no que deu. Fixei-a na parede, e comecei a revestir a armação com o Festão.

Aos poucos aquele esqueleto começou a tomar a forma de uma árvore. Fui descendo o Festão naquela armação de arame, tentando dar a ela uma forma adequada.

Então finalmente terminei. Como não tinha espaço suficiente para montá-la, resolvi deixá-la suspensa sobre o computador. Aqui era o único lugar da casa onde ela poderia caber. Vejam como ela ficou.

Para não ficar sem a minha webcam, resolvi deixá-la camuflada escondida dentro da árvore.

Depois coloquei o pisca-pisca e fui pendurando as bolinhas, as pinhas e os sinos. Demorei um longo tempo para decorá-la, tive que usar a escada, e a minha perna ainda não está 100%. Mas fui devagar e com cautela, sem pressa de terminá-la.

E o resultado geral foi esse: uma árvore personalizada que eu mesmo criei, como forma de economizar e também reaproveitar coisas que eu já tinha. Falta só jogar um pouco de algodão por cima dela prá simbolizar a neve, mas amanhã eu faço isso. Agora vou dormir porque já é tarde.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Tentado fazer as coisas se ajeitarem

Vou seguir as recomendações 
do médico e abandonar as muletas
,
Há dias em que as coisas parecem que vão se ajeitar, e de repente tudo se torna em tempestade. Eu tento de todas as maneiras me segurar e encontrar forças, mas tem horas em que as forças me faltam e parece que as pessoas não me entendem... Impossibilitado de andar, eu tento na medida do possível dar continuidade à vida, e fazer as coisas que eu sempre fiz. Ontem estive no cardiologista, hoje passei por um vascular. Parece que o problema foi só muscular mesmo. Menos mal. Ele me aconselhou a abandonar as muletas e a começar a caminhar com cautela. Eu vou me recuperar, eu sei...
.
O Natal está chegando e eu ainda nem montei a árvore... Já é hora de começar a pensar nisso. Pois é, aos trancos e barrancos, mas a vida continua.
.
Minha perna estava assim há 3 semanas atrás
.